não-héteros e inconformidade de gênero 

Isso é algo que vejo bastante gente falando sobre, mas sei que nem todo mundo pode ter visto as mesmas coisas que eu.

Boa parte da pressão para se conformar com papéis de gênero é por conta da heteronormatividade. Sim, também tem a ver com misoginia e com cisnormatividade, mas não estou falando disso agora.

A questão é que a imagem que é vendida é: "se você é mulher e quer atrair homens, você precisa ser magra/se depilar/ser estilosa/etc.",

· · Web · 0 · 0 · 0

não-héteros e inconformidade de gênero 

ou "se você é homem e quer atrair mulheres, você não pode se mostrar fraco/não pode ter interesses "de mulher"/etc."

Isso faz com que muitas pessoas a-espectrais, sáficas e aquileanas (especialmente aroaces que não querem relacionamentos, lésbicas e gays, mas não necessariamente) não sentem necessidade de agradar o outro gênero binário, ou até mesmo tentam ativamente repelir pessoas hétero capazes de sentir atração por seu gênero.

não-héteros e inconformidade de gênero 

não sintam*

Enfim, eu acho isso muito interessante, porque em nossa cultura, é muito comum só pensarem em desvio das normas de gênero = gay/lésbica, como se gay ou lésbica fossem gêneros ou como se (in)conformidade de gênero determinasse atração.

Enquanto isso, pessoas sáficas/aquileanas que também são duáricas também acabam se sentindo mais livres para não seguir padrões, porque são mais livres de um padrão heteronormativo em geral, mesmo sendo duáricas.

não-héteros e inconformidade de gênero 

@tath li em algum lugar q existem pelo menos três formas de se desafiar gênero:

1. desafiar o próprio gênero
2. desafiar a ideia de atração sexual
3. desafiar por quem devemos sentir atração

não-héteros e inconformidade de gênero 

@vanessa no fim, heterossexismo (incluindo suas facetas), conformidade de gênero, cissexismo, diadismo e misoginia formam um conjunto de "normatividade de gênero" maior, mas eu tava falando de inconformidade de gênero em relação ao próprio gênero mesmo, e em relação a pessoas binárias.

Eu não contaria que desafiar o próprio gênero é a mesma coisa de desafiar o gênero designado e/ou as identidades de gênero existentes, porque é possível fazer as três coisas.

Entre para participar dessa conversa
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!