Brilho destacado


Bom dia, gente.
Me chamo Sidney Andrade, tenho 36 anos, homem cis-gênero, gay.
Sou Paraibano de Campina Grande, tenho formação em jornalismo e literatura, trabalho no campo da educação.
Faço podcast, ouço inúmeros também, meu hobby favorito.
Adoro jogar RPG, que também é meu hobby favorito, mas não tenho conseguido jogar com a frequência que eu gostaria, infelizmente. Aceito convites...
Sou pessoa com deficiência, cego há dez anos. Consultor-validador de audiodescrição.
Tenho uma coleção de canecas que está ganhando formas, adoro publicar as fotos das canecas novas que vou conseguindo, todas com descrição nas imagens, claro.
Estou nervoso, não sei se entendi muito bem ainda o funcionamento daqui. Espero que esteja publicando no lugar certo esta apresentação.
Obrigado por me acolherem aqui. <3

palabras capacitistas 

Este toot puede ser polémico, pero me da un poco igual porque estoy harta: si ya vamos desterrando palabras homófobas de nuestro vocabulario, ¿por qué no lo hacemos con palabras capacitistas? "Subnormal" es una palabra que, como "minusválido", se ha usado durante años para denigrar a personas con discapacidad. En serio, hay formas de decir lo mismo sin ser capacitistas. Lo juro. Se puede.

Fiz um pequeno texto dando alguns primeiros passos para quem quer começar a se informar assinando feeds RSS. É uma introdução, não sou especialista no assunto, apenas um entusiasta da informação livre. E aquele título com click bait maroto, que ninguém é de ferro kkkkk
felipesiles.medium.com/o-que-a

Estou completamente embasbacado com The Last of Us porque eu só esperava uma série legal sobre apocalipse zumbi e ela está entregando mais nuance e complexidade narrativa do que muita série dita séria por aí.
A última vez que fiquei tão envolvido com personagens, como estou agora, foi em Breaking Bad.
Com o adendo de que já estou nesse nível de envolvimento apenas com 3 episódios.

A partir de agora, uma borda traçada vermelha aparecerá em volta de mídias não descritas na versão web de colorid.es!

Ela serve para ajudar na distinção visual de imagens sem descrição, para auxiliar quem deseja evitar compartilhar tais postagens ou ter um lembrete caso não tenha o hábito de descrever imagens.

Repararam que tem hashtags que #EscrevoAssim?

É outra dica simples e fácil de #acessibilidade.

Quando você coloca a primeira letra de cada palavra em maiúsculo no momento em que escreve sua hashtag isso aumenta as chances do leitor de tela conseguir separar e identificar as palavras que você usou após a cerquilha.

o sofrimento que é seguir uma astrofotógrafa que NUNCA descreve as imagens 😩

Capacitismo 

Quando eu penso que a falta de noção da mentalidade capacitista já não pode mais me surpreender, vem o acaso pra me dar um tapão na cara e me acordar para a realidade.
Sou assistente administrativo num IF, trabalho na secretaria da Diretoria do campus. É comum pais de alunos irem à minha sala pra esclarecer qualquer coisa
Hoje, muito falante, chega um pai de ex aluno que precisava saber a atual situação do filho no curso dele. Entrou ele com mais outra pessoa que, porque não falou nada, não consegui identificar quem fosse.
Eu estou sempre de óculos escuros, a minha bengala fica estendida escorada na parede, eu estou sempre com fones de ouvido plugados ao computador que está constantemente com o monitor desligado.
São pelo menos 4 sinais óbvios de que uma pessoa com deficiência visual trabalha ali e vai te atender. Pasmem, tem gente que não nota nenhuma delas e sai achando que foi atendido por uma pessoa vidente. Tem gente que reclama com minha chefia ou outros colegas que eu fui mal educado porque não peguei, por exemplo, o papel que elas me estenderam e, em vez disso, pedi pra que me falassem a informação do papel.
MAS jo sujeito de hoje captou todos os sinais imediatamente. E foi da maneira mais desagradável que eu descobri isso:
Enquanto eu checava no computador e ligava pra outro setor pra confirmar uns dados, o sujeito falou...
Falou não cochichando, nao chamando de lado, não constrangido nem tímido; ele falou no tom normal que usou pra conversar desde o momento em que entrou, falou pra quem estava com ele, como quem comenta de um transeunte na rua...
Ele falou:

"Depois dizem que deus não existe. Olha só, o cara é deficiente visual e faz tudo, veja que maravilha."

Na minha frente.
Estávamos separados apenas pela largura da minha mesa.
Em alto e bom tom.
Sem receio na voz, seguro e firme.
Até satisfeito consigo mesmo de estar falando aquilo.
Indiferente, completamente indiferente à minha presença, como se eu não estivesse ali, como se eu fosse um quadro impressionante, um objeto de decoração exótico.
Como se eu não fosse ouvir que ele estava falando de mim pra uma terceira pessoa diante de mim.
Eu nunca senti tanto asco de ouvir um sorriso na voz de alguém.
Quando consegui a informação que queria, ele agradeceu e se despediu naturalmente, bom dia!
Se deus existisse, me poupava da boa vontade dos homens de bem.

Republico conteúdo de toots com imagens sem descrição com a descrição que você indicar. ✌🏾

COMO FUNCIONA:
1. Marque o bot na resposta ao toot que você quer adicionar a descrição de imagem;
2. Coloque a hashtag #descrição, e na frente da hashtag o texto da descrição que você quer colocar.

- Se quiser adicionar Aviso de Conteúdo depois de descrever use a hashtag #cw e na frente da hashtag o texto do CW que você quer adicionar;
- Errou na descrição? Responda com a tag #deleta e tente de novo.

Nesses dias aprendi que:

- Quem nasce em Salvador é soteropolitano pq "sotero" é "salvador" em grego.
"Soteropolis" = "cidade do salvador".

- Quem nasce no Estado do RJ é fluminense pq "flumens" é "rio" em latim.

Só os catedráticos versados nas literaturas greco-romanas criando os gentílicos brasileiros rs

é muito sexy abrir uma imagem na tl e ver que a pessoa descreveu :blobmeltsoblove:

Boa noite, juventude. ;(
Assim que entrei no Mastodon, compartilhei um texto sobre descrições de imagens de minha autoria, mas deixei a promessa de atualizar o texto e republicar. Pois cá estou.
Publiquei por meio do Substack, porque tenho a intenção de manter uma newsletter. No final do texto eu meio que explico um pouquinho o que pretendo manter como conteúdo para ela. Se você for do mundinho newsletter e quiser assinar, eu vou ficar encantado.
Mas vou ficar mais encantado ainda se você compartilhar o texto dos mais diversos jeitos, seja encaminhando o email, colando o link em outras redes sociais ou em outras instâncias.
Claro que o boost é sempre bem vindo.
<3
deridevio.substack.com/p/como-

por que você não coloca descrição nas imagens que posta?

pra quem respondeu que não sabe o que é a descrição de imagem:

Quando você vai postar uma imagem, tem a opção de editar e adicionar uma descrição pra pessoas com deficiência visual

É importante pra que essas pessoas saibam do que se trata e participem da conversa

Quem tá aqui há mais tempo costuma colocar, e muita gente não dá boost em imagem sem descrição

Não precisa ser elaborado. Algo como "foto de uma capivara cochilando na grama" é infinitamente melhor que nenhuma descrição

Mostrar conversa

que lindo o seu meme, pena que não tem descrição de imagem :welp:

Repassando: Convite para participação em pesquisa acadêmica

Se você é uma pessoa com deficiência visual ou auditiva e que atua remotamente em qualquer etapa do desenvolvimento de software, este é um convite para você participar de uma pesquisa sobre acessibilidade e colaboração remota.

São apenas 11 perguntas e as informações coletadas são anônimas. Sua contribuição é fundamental!

Link para preencher o formulário: bit.ly/pesquisaawarenessdez22

Obrigada por ajudar a ciência!

:boost_ok:

Depois de hesitar muito, e porque finalmente compreendi o tanto que me consumia estar la´, enfim desativei minha conta do Twitter. Lá encontrei muita gente bacana e consegui, apesar do ambiente insalubre, ter conversas interessantes. Mas já há muito tempo nada disso acontecia.
Mas é curioso como um gesto tão banal consegue se impor na gente, né? Eu lembro que senti a mesma coisa, quando fui desativar o meu Facebook, há uns dois anos. E hoje, nada mais me lembro... E até me espanto se algo me faz pensar que ainda tem gente que usa o FB, acho até esquisito.
Afinal, tudo é passageiro, e que bom que qualquer coisa passa mesmo.

No momento, dominando a sutil, porém atormentada arte de querer muito comer algo bem específico, mas não ter a mais vaga ideia do que seja.

Aos brasileiros chegando por aqui e em busca de conteúdos, instâncias e conexões em português, recomendo bater um papo com o @brenno.

Ele me deu a dica do lista.instancias-br.online/ que me parece ser um ótimo ponto de partida. Bora criar um ambiente bacana pra interagir! 🙂

Mostrar mais antigos
Colorid.es

Uma instância com moderação ativa e foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!