Acompanhar

texto: orientações não desaparecem com gêneros 

tem gente que fala que um dia não vai existir gênero. que daí orientações vão sumir.

discordo.

digamos que gênero vá desaparecendo. que leis e posições sociais caminhem para um mundo onde gênero não é designado ao nascer, onde pessoas não são vistas como menos ou mais capazes por conta de sexo ou gênero, onde não existem papeis de gênero a serem cumpridos. digamos que termos como mulher, homem, feminine e masculine sejam vistos como vagos e ultrapassados, talvez até problemáticos, e que, sem eles, o resto das pessoas também não veja muito ponto em se assumir ápora, xen, agênero, etc.

acho isso muito, mas muito difícil, mas enfim.

preferências sexuais existem em gente de todas as orientações. se alguém gosta de gente que é mais alta ou mais baixa, com muito ou pouco cabelo, que é forte ou fraca, que usa saias ou ternos. isso sem nem contar questão de fetiches. sumindo gênero e rótulos comuns de expressão de gênero, acho que os rótulos vão passar a ser sobre esse tipo de coisa.

orientações diferenciadas não precisam ser sobre opressão. sobre alguém estar dentro ou fora do normal. termos para quem está em certos grupos ou gosta de certas coisas existem sem depender de opressão. denominações de grupos religiosos ou de fandoms sumiriam se opressões não existissem mais? provavelmente não. ao menos não todas.

mas ok. digamos que isso não conte por ser só preferência ou não aconteça muito. ainda vamos ter pessoas a-espectrais.

mesmo que não existam mais divisões como hétero x gay x pluraliane, não vejo como a inexistência de gênero vai fazer com que pessoas assexuais passem a ser alossexuais ou o contrário.

pode existir uma área cinza maior entre o que é e não é a-espectral: se gênero não existe e alossexismo não existe, importa muito se a pessoa só sente atração por quem conhece ou só quer ir atrás de gente gótica? talvez sim, talvez não.

mas e o resto? as pessoas com atração mais fraca, que só sentem atração uma vez na vida ou que não sentem atração? que nem sabem se sentem atração ou não? a inexistência do estigma acaba com a necessidade de articular esse tipo de coisa quando o assunto vem à tona? com palavras que já existiriam?

eu não acho que nem gênero e nem orientação são conceitos restritos ou que vão sumir. mas também não acho que são conceitos igualmente frágeis.

e vamos lá

Entre para participar dessa conversa
Colorid.es

Uma instância com moderação ativa e foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!