Terminologia NHINCQ+ III: Além dos bordões

(O título é uma referência a ser uma matéria de faculdade avançada. Isto não é uma série com textos anteriores.)

amplifi.casa/~/Asterismos/Term

:placaIansana: Yansane / Iansane: Alguém que é queer e negre.

First #JuneFae drawing!
I saw so many #PrideMonth posts that I wanted to get a pride flag theme in, too. Went with #Intersex flag because that seems underrepresented.
#markers #art #fairies

happy pride! :heart_sp_les: :heart_sp_trans:
my & @1ore's characters standing & loving together underneath the big sky. #pride #trans #lesbian #wlw #lgbtq #texas

fui apertar um parafuso e pra descobrir qual lado apertar lembrei de "a direita oprime e a esquerda liberta" que alguém postou aqui um tempo atrás

nunca mais vou errar qual direção girar um parafuso

exorsexismo, rejeição à neolinguagem 

Eu apreciaria se mais gente entendesse que se alguém explicitamente diz que não usa nem a/ela/a e nem o/ele/o, e a outra pessoa, em um contexto onde há acesso à informação sobre tudo o que isso significa e não há nenhum protocolo formal obrigando a pessoa a proceder dessa forma, responde usando algo como o(a)/ele(a)/o(a) para se referir à pessoa *que não usa nenhum desses conjuntos*, isso também conta como maldenominação feita de propósito.

Time to not shut up about #pridemonth. While I'm at it don't forget #intersex folks exist, #TransRightsAreHumanRights, #ACAB, #protectqueerkids #ProtectTransKids, rainbow capitalism is bullshit, and most of all stay safe and support those who may not be able to or feel comfortable or want to come out right now. :aliceheartgay:

🌈 RAINBOWSAURS 🌈

Couldn’t remember which ones I had posted, so you get all of them! Meet the BI-ceratops, QUEER-tzalcoatlus, ASEX-tegosaurus and TRANS-nnosaurus!

(I know I’m so funny dear gods, get ready for pride this year!! There will be more designs coming both as single stickers and hopefully a collective sticker-sheet!)

#MastoArt #LGBTQIA #QueerArt #LGBTArt #Dinosaur #Rainbowsaurs

hoje em dia eu penso 20 vezes antes de entrar numa discussão ou dar minha opinião sobre algo, fico parecendo os personagens de Heartstopper escrevendo e apagando as mensagens várias vezes

assimilacionismo bi e exclusionismo multi, comentário pessoal 

Sinceramente? Essus bissexuais assimilacionistas aí que não querem partir logo pra um discurso mais explicitamente excludente estão num beco sem saída.

Tentam ao máximo disfarçar o desgosto pela identidade pan e outras do espectro multi, fogem de qualquer discussão mais profunda com falas rasas de luta coletiva e de que todas as pessoas multi são discriminadas, mas quando o assunto chega no que diferencia cada identidade multi ou sobre a relação da comunidade bi com as demais, sempre soltam umas falas como "não tem diferença entre nossa experiência e essa experiência aí", ou "todas as conquistas monodissidentes são de bissexuais", ou "bem, até hoje não entendo esse rótulo, então não vou opinar". Tipo, contornam de maneira tragicômica a vontade que elus têm de dizer o que realmente pensam. E acham que escondem bem.

E por que esse receio? Será que é por que não sentem que são numeroses suficiente pra se opor às outras identidades? Será que é medo do cancelamento nas redes mesmo havendo algum apoio? Não sei dizer, mas não confio nessa galera e quero distância.

indireta pra algo que não é daqui, diadismo, cissexismo, genitais 

gente, gênero designado ao nascimento não necessariamente corresponde a certa corporalidade

dizer que uma identidade é "só pra quem nasceu com buceta" ignora totalmente a realidade de pessoas que passaram por mutilação genital e que ainda assim foram registradas e criadas como "pessoas do sexo feminino", por exemplo :I

Are you in the mood for some dark #LGBTQIA romance? Here’s a list of dark titles from various authors. My own Carillon’s Curse is in the mix.

books.bookfunnel.com/lgbtqdark
#romance #books

comentando sobre Cyberpunk 2077, questões de gênero e raça 

Vou começar dizendo que, em geral, eu gostei do jogo. Recomendo pra qualquer ume, em especial para es fãs de temática futurista.

O que me intrigou no jogo foi a possibilidade de criar ume personagem que podia ter corpo e genitália variades. Porém, o tratamento de sue personagem é decidido pela voz - se "masculina", he/him (o/ele/-o); se "feminina", she/her (a/ela/-a). Embora seja possível criar um corpo cisdissidente com essas opções, é controverso colocar o gênero sendo decidido pela voz. E claro que fiquei decepcionade por nem haver a opção de they/them (ê/elu/-e). E nem é apenas os pronomes, sue personagem é tratade por termos como man e girl.

Ao menos as opções de aparência de sue personagem são muito diversas, apesar de você só poder criar um corpo magro, mais padrão. Tem várias opções de pele, tom, cabelo, olhos, etc. Fiquei muito feliz com os olhos vermelhos e os vários cabelos coloridos. Nessa minha primeira jogatina, fiz uma personagem com corpo "masculino", e parecia que eu era a pessoa "mais queer" do jogo inteiro. Ainda assim, foi interessante jogar assim.

É esquisito perceber que todo mundo no jogo é cis, tendo apenas uma personagem confirmada como trans e uma pessoa NPC muito aleatória revelando isso num diálogo avulso. Pessoas heterodissidentes estão presentes naquele mundo, apesar de ainda haver uma predominância de héteros. Você pode ter um encontro casual com uma personagem que é essencialmente bissexual. Você pode ter um romance com quatro personagens, sendo que dues se relacionam contigo se você tiver corpo x e voz x, e outres dues só se relacionam contigo se tiver tal corpo. A atração sexual é tratada de forma esquisita mesmo.

Questões de gênero não foram superadas naquele mundo. Misoginia aparece com certa presença na história. As interações com sue personagem mudam de acordo com o "gênero". Como joguei com "uma mulher", teve homem me flertando e gente me xingando de bitch. Entendo que é uma distopia, mas esperava ainda uma situação melhor com sexismo.

E questões raciais, mesmo que nem comentadas, estão ali presentes. Não me recordo de ofensas racistas. Porém, tem duas gangues predominadas por dois grupos étnicos, haitianes e latines. Num hotel luxuoso de uma missão, o bagageiro é um homem negro, enquanto todo mundo do lado de dentro é asiátique com peles douradas.

O mullet é um corte atemporal presente em diversas culturas e será reencarnado não importa se for por moda ou não, e está na hora das pessoas estarem prontas p essa conversa

pessoas tímidas são tipo: eu fiz uma amiga ou não fiz?😳

Mostrar mais antigos
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!