Brilho destacado
Brilho destacado

Oi, meu nome é Isabela, sou uma garota trans não-binária, graysexual, bi/pan e demirrômantica. Uso a/ela/a ou a/ila/a.

Atualmente moro em Campinas-SP, mas costumo passar por São Paulo também.

Meus interesses incluem desde arte como desenho e fotografia, até jogos digitais e especialmente . Também curto programar como hobby, mas ultimamente não ando tendo tempo para isso. Além disso costumo participar de eventos e da militância LGBTQIAPN+.

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Aviso gentil aes usuáries de colorid.es 

Aí pessoal, dei uma olhada na linha do tempo local com a opção de só mídia e notei várias postagens que postam imagens que deveriam ter contexto, mas que estão sem descrições.

Descrições podem ser adicionadas toda vez que uma imagem é enviada para a caixa de composição de postagem. No canto superior direito de cada mídia postada, há um link de editar (que em nossa tradução até coloquei como Editar/Descrever, pra que pessoas consigam achar a função mais facilmente).

Descrições de mídia devem ter informação contextual da mídia, como o texto de uma captura de tela ou de um áudio, ou algo como "símbolo pan por cima de uma foto de céu" ou "gif de papagaio que originou o meme party parrot" para os exemplos abaixo.

Não precisa ser algo super detalhado, só que ajude pessoas que usam programas para ler telas (geralmente usados por quem enxerga mal ou não enxerga) a entender sua postagem. Descrições também ajudam outras pessoas que não entenderam o ponto da mídia ou que não conseguiram carregá-la.

Sei que nem todo mundo possui energia ou visão/audição boa suficiente para descrever suas mídias, então não vou chegar em pessoas específicas para pedir isso. Porém, sei que muita gente tem e só não sabe ou lembra que a função existe: é por isso que esta postagem está aqui.

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Ok, a linha do tempo local agora existe e funciona! :D

Eu ainda vou fazer umas coisas com a página (deixar o botão destacado quando a página é a linha do tempo, por exemplo), mas já está funcional!

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Pra quem não quis se registrar em lugarzinho.top por conta dos problemas do Epicyon, aqui estão as melhorias que foram feitas: 

- Usuáries com letras maiúsculas funcionam
- Deletar postagens funciona;
- Usuáries não podem mais bloquear a si mesmes;
- A interface agora tem um botão que vai para a hashtag , o que ajuda pessoas a terem fácil acesso a postagens que possuem o objetivo de alcançar a instância inteira.

Além disso, ainda estou trabalhando na esperança de poder fazer:
- Uma linha do tempo local;
- Federação de imagens e de descrições de imagem;
- Modificações nos arquivos para que a tradução em português possa ser implementada sem quebrar o código.

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Acabei de ganhar uma corrida Softlock%, o que deve ser o mérito mais inútil da minha vida.

Vi que a garrafa de café cold brew que comprei venceu antes de ser fabricado. 😂

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Board game design racism 

I really think board games should start having more diverse illustrations, specially eurogames. It gets really tiring when you have a deck composed by 99% white characters with some occasional “native character card”.

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

anúncio de transmissão 

Daqui a pouco, eu e Isa vamos fazer uma corrida até o segundo ginásio de uma versão... uh... bem especial de Pokémon Red!

Como sempre, os links vão ser mandados quando estivermos mais perto de começar!

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu
Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Anúncio de transmissão 

Vai ter transmissão hoje de Cellblock de Pokémon Crystal, daqui a ~2 horas. Lembrando que esse servidor novo provavelmente vai estar mais rápido do que os das transmissões anteriores!

Criei uma conta em elekk.xyz para postar em inglês. Acredito que vou postar o mesmo conteúdo nas duas contas, com talvez a única diferença que não vou falar sobre política brasileira por lá.

Se quiserem me seguir ou me encontrar, podem entrar aqui: elekk.xyz/@QueerNeko

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Implementamos a função de busca do Mastodon! Agora é possível pesquisar pelos próprios brilhos, por brilhos onde sua conta é mencionada ou por brilhos favoritados. :blobsmilehappyeyes:

Ghost of Tsushima (spoilers) 

Acho engraçado que você consegue dizer que personagem vive ou morre na história basado no fato se e personagem tem sidequest ou não.

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Gente, pra quem não sabe ainda, colorid.es possui um grupo no Telegram para pessoas que fazem parte da instância ou que de alguma forma se interessam na instância/possuem amizade com pessoas na instância/gostam do conceito da instância/etc.

Se alguém quiser participar, me responde com contato do Telegram ou me manda um alô lá (usuárie: StarryPowder).

Valkyria Chronicles (spoilers), sobre queerness do jogo 

Agora que terminei o jogo, eu queria fazer alguns adendos de detalhes que percebi em algumas missões.

O jogo tem personagens queer, como Ted Ustinov que é bi, ou Dallas Wyatt que é lésbica. E geralmente personagens assim (como não são principais) só dá pra ler sobre serem queer na biografia ou como um efeito no jogo (personagens de gostam de um certo gênero ganham boost de stats ao ficarem ao lado de alguém deste gênero).

A única exceção a essa regra é o Jann Walker, que possui um estereótipo de homem gay afeminado bem forte e exagerado (que acredito que pode ser ruim em alguns casos). Ele possui diálogos pelo jogo e tem um crush bem aparente em um dos personagens principais. O jogo trata de forma bem indiferente, como se fosse normal ele ser gay, mas ao mesmo tempo sinto que o jogo não tenta ir muito além e não mostra personagens queer em relacionamentos por exemplo.

Outra momento que achei que o jogo pendeu pra um estereótipo negativo de homem gay, foi num momento que o Jann diz querer dar um beijo na pessoa que está jogando o jogo (numa piada que quebra a quarta parede), só que faria isso sem consentimento ("que não adianta fugir").

E é isso.

Dizem que no Valkyria Chronicles 4 tem ume personagem trans que pela descrição parece implicar que é não-binárie/sem gênero. Ainda preciso ver quando eu for jogar esse jogo, mas pelo jeito é mais ume personagem que apenas colocam na biografia e nos atributos do jogo, sem tratar de forma mais aparente no diálogo/história.

Mostrar conversa
Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu
Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

Estaremos fazendo uma migração nos dados do servidor que pode durar algumas horas.
Imagens, vídeos e arquivos de áudio podem ficar indisponíveis durante a migração.

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

anúncio de transmissão 

Hoje teremos corrida sim! Vai ser a mesma coisa que semana passada (cellblock/connect 5). Vamos começar a arrumar as coisas pra isso daqui a pouco. :D

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

vocês já viram a nova bandeira gênero-fauno? eu amei :brilho_gq:

Isabela Y. :brilhoLunetiano: refletiu

anúncio de transmissão 

Eu e Isa já estamos nos preparando para transmitir a próxima corrida!

Valkyria Chronicles (spoilers), Segunda Guerra Mundial, nazismo, antisemitismo 

Andei jogando o primeiro Valkyria Chronicles e estou atualmente no capítulo 15. O jogo é basicamente uma recontagem da Segunda Guerra Mundial numa lente de anime e com um jogo estilo Fire Emblem. O país que você luta a favor é basicamente a Suíça, só que com um exército competente, lutando contra uma invasão do Império, que são basicamente nazistas.

O jogo até toca em assuntos como genocídio de um povo, ou sobre os terrores e mortes das guerras. Mas no geral eu achei que o jogo toca de forma bem superficial nesses assuntos mais pesados, com posições seguras sobre os assuntos do jogo, como "racismo é ruim", sem ir muito a fundo de como funciona um racismo estrutural.

No entanto achei que a interação entre personagens e o desenvolvimento de algumes, como uma personagem que aprende a lidar com o racismo dela, são pontos mais fortes do jogo. Não dá pra fazer romance que nem Fire Emblem, mas tem vários momentos onde personagens principais podem mostrar sua personalidade em cutscenes opcionais.

Quanto ao gameplay, é bem sólido na questão de estratégia, é mais fácil de manter membres do time com vida que Fire Emblem (mesmo quando alguém perde toda a vida, você tem a chance de resgatar antes que ocorra permadeath) e não tem nenhum tipo de vantagem exagerada como o triângulo de armas, as classes em geral são bem equilibradas e é possível lidar com vários obstáculos independente da classe que você está controlando.

Resumo: é um jogo que usa como cenário uma versão anime e fantasiosa da Segunda Guerra Mundial, apesar de tratar o cenário de forma relativamente superficial, é emocionante ver o desenvolvimento e a relação entre personagens. O gameplay é sólido sem ser tão punitivo quanto Fire Emblem. Recomendo se você gosta de Fire Emblem e talvez queira um cenário mais "moderno".

Mostrar mais
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais aqui!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!