Mostrar mais recentes
aster! ★ refletiu

Pessoas virflexíveis merecem tudo de bom!

aster! ★ refletiu

existe uma chama dentro de mim. eu tenho
medo de alimentá-la e ela sair do controle e acabar por
me consumir inteira.

mas ao mesmo tempo há muitos lugares que eu quero
alcançar, muitas pessoas que eu quero tocar. se eu
não deixar essa chama queimar eu nunca vou chegar
lá.

então eu vou fazer dessa chama um farol e vou deixar
que ela queime para que todo mundo possa ver quão
belo é esse fogo que tem dentro de mim :)

p.s.: se você quiser usar isso também, fique a vontade.
tem uma versão simplificada que eu fiz e que você
pode desenhar facinho onde precisar ;)

aster! ★ refletiu

sobre pessoas não-binárias que se assimilam ao sistema e não ajudam a comunidade (2/2) 

Falando em transição. Há pessoas n-b sem disforias ou sem qualquer vontade de alterar o corpo, e há pessoas com disforias que buscam uma transição "típica". Devido à alienação, ambos os grupos podem até achar que só é possível duas formas de transição mesmo, que nem existe "corpo andrógino". Sendo assim, o que já está disponível até então está bom para ambos os grupos, pois um nem fará uso desses recursos, e o outro já tem algo garantido, por mais que os procedimentos médicos atuais sejam pensados numa lógica totalmente binária; o que, consequentemente, não gera atenção e pesquisa a possíveis novas formas de transição pra quem quer outras opções de corpo. Então pessoas assim podem não achar importante discutir tanto sobre transições, ou discutir dentro do que já existe, por mais que sejam evidentemente tópicos que afetam muito a comunidade. As que fazem transição física podem mudar apenas retificar o marcador para a outra opção que não lhe foi designada.

Explorei sobre esses três tópicos para explicar como há pessoas não-binárias que acabam não se envolvendo em ativismo/militância, e que podem até ser reacionárias com pautas da comunidade, e isso porque se encontram em condições onde as outras pautas não fazem diferença em suas vidas. E muita gente vive nesse individualismo, sem considerar questões maiores que sua realidade.

Assim, se a pessoa está numa posição social mais favorável (algo mais provável com pessoas perissexo, brancas, e com algum poder aquisitivo), ótimo pra ela. E se ela está satisfeita com os acessos típicos de pessoas trans binárias, que bom pra ela também. Mas nada disso é desculpa pra atrapalhar a luta da comunidade. E ninguém assim deveria se prestar a ser token de gente exorsexista, ou ficar tentando comprar aceitação do sistema em detrimento de gente n-b mais marginalizada.

Considerem tudo isso quando encontrarem por aí pessoas n-b que não se envolvem ou que fazem oposição com pautas da comunidade.

Mostrar conversa
aster! ★ refletiu

Estava aqui pensando, e acho que conceitos como trans fake e crip face poderiam ser exemplos de "falsa caracterização". Seria uma possível adaptação pra esses termos, embora seja mais longa que os termos em inglês e mais generalizada.

aster! ★ refletiu
aster! ★ refletiu

whoops you thought you were based but turns out that 'cringe' is just projecting your insecurities and cultural preconceptions and pretending it's a values-free, absolute judgment

you thought you were based but instead you just adopted hard-right moral absolutism and called it a funny name

Esta página não é nova, mas acabei de atualizar ela com mais informações e links:

Questionando
orientando.org/questionando/

aster! ★ refletiu

Sobre essa disputa entre os termos ativista e militante, acho uma discussão tão produtiva quanto aquela do "biscoito ou bolacha". Há umas definições aí que fazem uma separação compreensível, mas ainda há nuances, e não acho que isso precisa ser uma briguinha de quem faz mais ou menos por uma causa. O importante é estar na causa de alguma forma, por mais mínimo que seja, fazendo o que você pode e consegue. É isso que acho. E cada ume que se declare com o termo que quiser.

aster! ★ refletiu

Hello, everyone!
A sua ajuda é muito importante para que eu seja um desses jovens a embarcar! ✈️

Posso contar com seu apoio? Só responder que tiro suas dúvidas e mando mais detalhes! ❤️

- Dólar e euro também são aceitos :3

Se não puder doar, por favor, compartilhe :blobheart:

aster! ★ refletiu

cissexismo, menções a ideias cissexistas e genitálias, sarcasmo 

Depois de uns meses sem postar no blogue, estou retornando com esse texto sobre as contradições das (i)lógicas da cisgeneridade.

bloguealternative.wordpress.co

aster! ★ refletiu

Faz um tempo que descobri o termo "fomo", que é uma sigla de "fear of missing out", que poderíamos traduzir como "medo de estar perdendo algo". É um conceito pra falar da ansiedade de ficarmos nas redes sociais esperando ou procurando novidades. Pensei em adaptar esse termo para "mepa", como sigla de "Medo de Estar Perdendo Algo". Sei lá, só uma ideia. De qualquer forma, achei esse conceito útil.

Falei com a @QueerNeko sobre como daria pra separar seashellgender de shellgender na tradução, e ila deu a ideia de traduzir shellgender como gênero-casca (seashellgender ficando como gênero-concha).

É uma ótima ideia, visto que seashellgender tem a ver especificamente com conchas do mar e shellgender é mais sobre ser um gênero fino e vazio, e portanto provavelmente inspirado em algo como uma casca de ovo.

aster! ★ refletiu
aster! ★ refletiu
aster! ★ refletiu

Adicionei aroique, condi, mesi e turiane/veldiane à lista de orientações do Orientando: orientando.org/listas/lista-de

Eu estava pensando sobre a diferença entre aero e condi (especialmente em relação às orientações, mas dá pra pensar em aerogênero e condigênero também), e aqui está minha conclusão: 

A ênfase na definição de aero é em "mudanças na atmosfera". Isso pode significar que pessoas cujas mudanças são afetadas pelo lugar podem tender a escolher aero, mas a definição também explicita o quanto qualquer tipo de circunstância pode contar como atmosfera.

A ênfase na definição de condi é em condições específicas afetando a identidade. Isso pode significar que são situações específicas, mas novamente, qualquer condição pode contar aqui.

Só que eu acho que "mudanças na atmosfera" parece ser algo mais geral, enquanto "condições específicas" parece ser algo mais específico. Então acho que a tendência é:

- Pessoas tendem a escolher aero se existem várias mudanças diferentes em relação ao que afeta sua experiência;

- Pessoas tendem a escolher condi se possuem certa experiência geral com uma ou outra mudança com base em condições mais específicas.

Também tem a questão da orientação aero ser mais conhecida, enquanto acho que talvez condigênero seja um termo mais usado do que aerogênero?

Enfim, isso tudo é especulação.

Mostrar mais antigos
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!