Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu
Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

"Caneca De Cerâmica Para Casal/Meninos/Meninas/Casa/Escritório"

ah sim, os 5 gêneros

@oltiel quanto mais uma identidade fica popular, mais é fácil da pessoa chegar nela por caminhos completamente separados dos contextos de justiça social pró-queer onde não-binaridade foi mais desenvolvida e popularizada inicialmente.

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

capacitismo 

qualquer ume que não esteja sendo edgy de propósito não age como se publicamente odiasse pessoas neurodivergentes, mas na real quase todo mundo detesta traços neurodivergentes e a maioria entre essas pessoas não hesita em zoar ou criticar esses traços em público

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Finalmente, meu texto sobre a discussão exaustiva e repetitiva sobre fetichistas na Parada, e o que essa discussão revela sobre a comunidade atual.

Aviso de conteúdo para fetichemisia e ciseterossexismo, moralismo sexual, respeitabilidade, menções a práticas fetichistas, menção a bebida e droga.

Espero que gostem!

bloguealternative.wordpress.co

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

tirei as partes chatas do meu projeto de pesquisa (RPG como ferramenta projetiva na psicoterapia infantojuvenil) e postei no meu blog! psychokire.blogspot.com/2022/0

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Testosterono: al fin, testosterona para hombres

re: aos paulistanos admiradores de café 

@alnmtt se Pinheiros é uma opção, perto da estação Fradique Coutinho tem o Naked Coffee (lugar aberto, vegano, várias bebidas) e o KOF (tem espaço fora e dentro + lugar pra bicicleta).

Pela região, mas não perto dessa estação, sugiro também o Pato Rei, que além de ter cafés, torradas e doces tem comida japonesa de almoço. (Comida mais tipo omuraisu e okonomiyaki, não peixe cru.) O blend de lá puxa pra ácido, mas se isso for problema tem outras bebidas que usam o café.

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Sobre mídia aquileana/sáfica censurada e relacionamentos (queer)platônicos 

Olha, tipo assim, gente que recomenda mídia censurada (em específico, com um relacionamento aquileano ou sáfico censurado) como exemplos de relacionamentos platônicos/queerplatônicos me deixa um pouco....meh. Sei que é difícil encontrar produções com foco em relacionamentos não-românticos/não-sexuais, mas sei lá, obras com censura talvez não sejam exatamente adequadas para serem exaltadas assim?

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Duoplur: Alguém variorientade que é múlti de formas diferentes em orientações diferentes.

Por exemplo, alguém que é pansexual e trixenromântique pode se dizer duoplur, assim como uma pessoa que só se diz bi mas que não sente atração sexual por homens e nem atração romântica por mulheres, ainda que sinta atração por vários gêneros tanto sexualmente quanto romanticamente.

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Uma postagem sobre conjuntos e neolinguagem inspirada por respostas erradas

Um texto para quem pretende ensinar sobre conjuntos de linguagem, mas que também pode servir para quem só tem conhecimentos básicos sobre o assunto. amplifi.casa/~/Asterismos/uma-

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Gente, o financiamento desse projeto no catarse termina daqui a 2 dias:

catarse.me/monstro9anos

É uma caixinha de comemoração de aniversário da editora Monstro dos Mares, a caixa vem com vários zines, 3 livros, adesivos, pôsteres etc

Quem tiver interesse em apoiar, ainda dá tempo :)

E boosts são bem vindos pra ajudar a chegar em mais gente! :boost_ok:

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

exorsexismo recreativo 

Meu novo ranço da geração Z é jovens falando "cadê o banheiro dos não-binários", pois é óbvio que são gente cis e a falta de um banheiro alternativo deixa muitas pessoas n-b disfóricas. Parece brincadeirinha boba, mas a marginalidade social não está na realidade dessa galera que acha que o mundo é um grande palco de stand-up. 🙄

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

e por isso eu acho feio demais quando comunista reclama de "identitarismo". geralmente é uma análise muito errada sobre ativismo lgbtqia, como se as identidades que desviam da ciseteronormatividade pudessem, de alguma forma, trabalhar em favor do capital

o capital quer *todo mundo* cizete casado em família nuclear procriando. isso *não mudou*. a diferença é que a luta lgbtqia forçou o capital a recuar e fazer concessões. cooptar causas queer para o capital é apenas controle de danos

Mostrar conversa

segunda pessoa, contém link para deviantArt 

Você sabe de alguma bandeira de algum termo que você usa, mas que não ganha muito destaque (pela identidade já ter uma ou mais bandeiras já famosas e "consagradas")?

Pode dizer aqui qual é/quais são?

Observação: Mesmo que você não consiga pensar em nenhuma, dá uma olhada em deviantart.com/pride-flags/gal, procurando pelo nome de sua identidade como é usado na língua inglesa (ex.: bi, aromantic, nonbinary, transgender, transmasculine) pra ver se você muda de ideia. 😉

bandeira nonangi (postagem longa) 

Então, eu sou ume inavire (nonvirmina) e, para quem não sabe, eu que fiz as bandeiras nonvir/nonera/nonvirmina com borda e estrela no meio: :placa_nonvir: :placa_nonera: :placa_inavire:

A questão é: na época, eu optei por uma borda roxa para inavire porque queria que a bandeira fosse simples. Eu não queria fazer duas bordas, ou uma borda dividida.

Por mais que a feminilidade e a masculinidade do meu gênero estejam separadas, eu me vejo como uma pessoa com um gênero que possui dois elementos diferentes, e não como uma pessoa com mais de um gênero. Eu queria passar isso na bandeira: é um termo só para o que é, no meu caso, um gênero só.

Mesmo alguém que usa o termo por ser bi/poligênero e ser tanto nonera quanto nonvir está escolhendo usar um termo único ao invés desses dois separados.

Enfim, eventualmente, foi cunhado o termo : um gênero relacionado com androginia mas que não é o gênero andrógine.

E, se feminilidade é representada pela cor rosa e masculinidade é representada pela cor azul, faz sentido que androginia seria representada pela cor roxa. Mas, nesse caso, ela já está sendo usada para outra bandeira.

Pensei bastante em uma solução para isso. Considerei usar outro tom de roxo, por exemplo. Porém, no final, decidi optar por uma borda cinza.

Algumas bandeiras do gênero andrógine usam tal cor (como as em :placa_androgine3: e :coracoesPixAndrogine3:), simbolizando neutralidade e a área cinza entre feminilidade e masculinidade, respectivamente.

No caso, este cinza específico é #808080, que é praticamente o meio entre a cor branca () e a cor preta (#000000). Não que androginia precise ser uma mistura exata, mas eu quis usar algo que fosse mais simbólico do que só uma cor cinza usada numa bandeira de um gênero relacionado mas que totalmente não é este aqui. :)

Mostrar mais antigos
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!