Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

meta; sobre bloqueios da ursal 

absolutamente tenho 0 segurança em interagir com servidores que não bloqueiam a ursal depois de tudo que aconteceu

sim, eu ser vítima direta do rolê não ajuda mas... porra, as instâncias vão se deixar aberto pra essa possibilidade de assédio por que?

no meu caso, eu sou uma pessoa que é cascuda e resistente a essas merda ai. tenho espaços seguros que eu posso me recolher e mais um monte de coisa.

mas pra mim não é difícil de imaginar alguém na posição que eu fiquei (ou estou ainda, né? pq ainda pintam a gente como vilão) sofram consequências muito piores por causa disso.

e sim, o abuso da moderação é a raiz do problema. é uma pessoa problemática, que não aceita críticas e que mais de uma vez se mostrou não se importar com as dinâmicas de poder ou com as demandas de grupos marginalizados. foda-se o que você diz que é.

fazer uso de linguagem correta é absolutamente o mínimo que se pode fazer. não é como se fosse tão difícil assim escapar de linguagem marcada de gênero se o ponto fosse não conseguir checar. culpar a pessoa que foi desrespeitada pelo desrespeito é simplesmente baixo. a gente querer o mínimo e ser recebide com desdém é horrível.

mas além de tudo, tem a questão das pessoas que estão naquela instância. elas vão estar num ambiente onde isso é o normal. isso é o padrão. onde você questionar isso é o errado. isso é por definição um ambiente tóxico.

não tem nenhum problema as pessoas cometerem deslizes. ninguém é perfeito. o problema vem quando além de cometer os deslizes, não existe nenhum esforço de que se desconstrua as estruturas opressoras por trás desses comportamentos.

"aqui a gente não tem queerfobia, tenho até amigos(sic) que são!" mas ai solta uma "ah, eu maldenominei a pessoa mas a culpa é dela", continua se referindo a um coletivos de pessoas que não usa o conjunto (o/ele/-o) como se não fizesse diferença.

"a gente é antiracista" mas as reações a pessoas racializadas são muito muito mais agressivas e eu já vi pessoas falando quase com orgulho que "o bantu e cuscuz não gostam muito da gente" se nenhum questionamento como se isso não significasse porra nenhuma.

"ah, aqui a gente respeita o pessoal neurodivergente" e o uso indiscriminado de palavras capacitistas ou de diagnósticos como xingamentos continua como se nada acontecesse.

porra, é de verdade esse tipo de ambiente que você quer interagir?

@mellyintaffyin ah, isso é normal, toda onda vem um pessoal achando que dá pra trocar de uma rede social pra outra sem absolutamente nenhuma mudança e daí se surpreendem que numa rede alternativa tem menos gente/menos tolerância com conteúdo desrespeitoso/pouca chance de virarem ou acharem celebridades e daí vão embora :P

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

CCXP + Cosplayer + contato visual 

É incrível ver tanta cosplayer negra! É uma das coisas mais incríveis da experiência de viu!

Foto 1: Tempestades (no Instagram a de 1975 é a @ofantasticomundodekika e a do X-men evolution é a @Gleici_ps)

Foto 2: A Juliana Andrade (@bondedajuju) de Pequena Sereia e eu, a @Pretaenerd

Foto 3: Selfie da Tempestade 1975 (Kika) comigo!


Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

piada merda; longa e irônica pra caralho; não leia 

@john boa tarde, sou da policia do fediverso e recebi uma denúncia que você cometeu o delito de block sem fazer o processo correto.

por favor, envie via FAX pelo menos 12 evidências que deixam evidente as necessidade de um bloqueio. note que a evidência pode ser sumariamente desconsiderada mediante a casos de "eu não gostei da justificativa". e que quanto menos evidências mais alta a chance do bloqueio criminoso ser indeferido.

por favor, lembre-se que, caso a vítima do block indevido for uma pessoa branca, o regimento interno das boas práticas totalmente não decidido por pessoas que não só se mantem no poder mas como abusam dele, determina a obrigatoriedade do envido de no mínimo 42 evidências e que 90% das evidências, sorteadas aleatoriamente, serão jogadas no lixo e uma selecionada pela vitima para defender o seu bloqueio criminoso.

por fim, você sempre tem o direito de apelar para a decisão mas todas as evidências enviadas precisam ser completamente nova.

caso você falhe em cumprir com as determinações você irá sofrer a condenação de ser chamade de "frecurente, dramatique" e toda sorte de outros xingamentos que definitivamente não vieram de uma discussão de pessoas de 7 anos de idade,

no mais,
agradeço a atenção e vou colocar um smiley no final pra poder usar como defesa de que essa postagem não foi agressiva e escrota e sim amigável :)

menciona discriminação e abuso, meta mas não é só sobre isso 

É fundamental que todo mundo vá atrás de conteúdo sobre justiça social, mas isso ainda é mais importante pra quem tem a intenção de montar uma comunidade.

Tudo bem se dizer contra todas as opressões, mas isso não é o suficiente. Presumir gênero e linguagem também faz parte de ser cissexista. Usar xingamentos que significam "ter transtorno mental", "ter pouca inteligência" ou afins também faz parte de ser capacitista. Agir como se tivesse direito de decisão nos limites de outras pessoas também faz parte de ser ignorante em relação às suas vidas ou marginalizações. Generalização da atuação sexual de grupos marginalizados também faz parte de reproduzir opressão.

Não dá pra deixar que esses comportamentos ou outros sejam reproduzidos sem consequências só por serem comuns se a ideia é ter um espaço antiopressão. E não recomendo esperar até que alguma porcaria aconteça pra outres darem um toque quando daria pra ter evitado o erro se a pessoa tivesse ido atrás de saber que aquilo compactua com opressão.

Inclusive, colocar o peso em cima de pessoas marginalizadas para que se expliquem ao invés de ir pesquisar o motivo de algo ser um problema também compactua com opressão.

bloqueio de instância 

@Bi_futurista nosso plano era ter bloqueado só na segunda pra dar tempo das pessoas poderem se comunicar e resolver esse tipo de situação entre si (ex.: fazendo combinações sobre migrações). Infelizmente, o pessoal de lá resolveu bloquear antes sem nenhum aviso prévio.

Caso queira ler sobre o que causou o bloqueio, coloquei este texto em @avisos: sotao.amplifi.casa/s/yxrQ7GoEc

@rafaelcaricio já arquivou? Porque cybre.space vai fechar ehauehuah

Tentei olhar minha primeira conta esses tempos e a instância não existe mais. :c

@NeoArte dá pra filtrar linhas do tempo públicas com base em línguas, e postagens em alta só aparecem dentro da língua escolhida como padrão.

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

- Allistic means not Autistic.

- NeurodiverGENT is anyone who is not Neurotypical

- NeurodiverSE means a range of neurotypes which may include Neurotypical.

Mostrar conversa
Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

Fediverso e suas restrições

Um relato pessoal sobre meus movimentos por instâncias, demonstrando as forças e fraquezas da descentralização.

amplifi.casa/~/Asterismos/Fedi

@Cochise eu não consegui resposta sobre aplicativo, mas aparentemente escrever :local_only: no final de uma postagem em qualquer aplicativo/frontend vai fazer com que a postagem vire só local (nas instâncias onde existe essa opção).

re: Texto longo 

@ajtaals eu não recebi aqui, quer tentar de novo? x_o

Amanhã vai ter mais um encontro não-binário na CCSP, caso alguém se interesse e não saiba ainda. gettogether.community/events/2

re: Texto longo 

@ajtaals, você não quer entrar esse texto oficialmente no Rodízio? Ainda dá tempo, já que eu tô priorizando fazer outras coisas no momento. É só preencher o formulário em ajudanhincq.wordpress.com/2022.

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

E se o super-homem fosse africano?

Estados dos Unidos da África é uma história em quadrinhos do escritor e poeta Anderson Shon e do ilustrador e quadrinista Daniel Cesart. Inicialmente concebida como um livro em prosa, a história ganhou nova roupagem com a entrada do quadrinista, se tornando um mix de quadrinho e livro.

catarse.me/estadosunidosdaafri

Projeto no #Catarse #Quadrinhos #HQ #Literatura

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

sobre espaços seguros e diferentes necessidades, postagem longa 

@amber só se for um grupo fechado onde todas as pessoas têm conhecimento de e respeitam todas as necessidades do resto e ninguém sofre com isso.

É possível minimizar danos ou ter espaços específicos a certas coisas, mas um espaço seguro universal é um mito. Uma pessoa que sente necessidade de desabafar sobre um assunto pode reviver o trauma de outra pessoa. Um assunto proibido pra evitar gatilhos pode fazer com que outras pessoas não possam expressar facetas que são fundamentais como parte das suas vidas ou de processos terapêuticos.

Espaços onde qualquer pessoa pode entrar, especialmente na internet, são inerentemente inseguros. Se uma pessoa criar uma conta num servidor aberto do Fediverso pode começar imediatamente a mencionar gente pra xingar, mesmo em um servidor que a maioria veja como confiável porque a moderação age rápido.

Existem medidas de proteção contra essas coisas, como silenciar instâncias onde cadastros abertos são permitidos ou fazer uma instância baseada em lista de permissão onde só são aprovadas instâncias fechadas com padrões altos para convites, no caso do Fediverso.

Mas aí tem dois problemas: um é que isso não impede divergências internas entre pessoas com necessidades ou pontos de vista diferentes, ainda que nenhuma seja reaça ou tenha o hábito de provocar. O outro é que quanto mais barreiras de acesso há a algum espaço, mais difícil é de pessoas entrarem nele, e a pouca quantidade de pessoas ou interações pode levar muita gente a preferir espaços menos seguros mas com mais alcance, deixando pessoas que sentem necessidade maior desses espaços isoladas.

Enfim, vou terminar aqui dizendo que "espaço seguro" não significa nada por si só. Um espaço seguro pra anarquistas e comunistas que se sentem traídes pela política partidária pode ser horrível pra alguém que decidiu se filiar a um partido que pode ser eleito. Um espaço seguro pra crianças e adolescentes pode ser sufocante pra pessoas que querem falar sobre suas experiências sexuais e não podem por conta das regras.

Avisos de conteúdo e filtros não são soluções absolutas, porque tem assuntos difíceis de filtrar que podem causar gatilhos mesmo mencionados brevemente, gente que não sabe usar avisos direito e fala tudo de forma vaga e pessoas que não se sentem à vontade usando avisos para certos conteúdos.

sobre espaços seguros e diferentes necessidades, postagem longa 

@amber só se for um grupo fechado onde todas as pessoas têm conhecimento de e respeitam todas as necessidades do resto e ninguém sofre com isso.

É possível minimizar danos ou ter espaços específicos a certas coisas, mas um espaço seguro universal é um mito. Uma pessoa que sente necessidade de desabafar sobre um assunto pode reviver o trauma de outra pessoa. Um assunto proibido pra evitar gatilhos pode fazer com que outras pessoas não possam expressar facetas que são fundamentais como parte das suas vidas ou de processos terapêuticos.

Espaços onde qualquer pessoa pode entrar, especialmente na internet, são inerentemente inseguros. Se uma pessoa criar uma conta num servidor aberto do Fediverso pode começar imediatamente a mencionar gente pra xingar, mesmo em um servidor que a maioria veja como confiável porque a moderação age rápido.

Existem medidas de proteção contra essas coisas, como silenciar instâncias onde cadastros abertos são permitidos ou fazer uma instância baseada em lista de permissão onde só são aprovadas instâncias fechadas com padrões altos para convites, no caso do Fediverso.

Mas aí tem dois problemas: um é que isso não impede divergências internas entre pessoas com necessidades ou pontos de vista diferentes, ainda que nenhuma seja reaça ou tenha o hábito de provocar. O outro é que quanto mais barreiras de acesso há a algum espaço, mais difícil é de pessoas entrarem nele, e a pouca quantidade de pessoas ou interações pode levar muita gente a preferir espaços menos seguros mas com mais alcance, deixando pessoas que sentem necessidade maior desses espaços isoladas.

Enfim, vou terminar aqui dizendo que "espaço seguro" não significa nada por si só. Um espaço seguro pra anarquistas e comunistas que se sentem traídes pela política partidária pode ser horrível pra alguém que decidiu se filiar a um partido que pode ser eleito. Um espaço seguro pra crianças e adolescentes pode ser sufocante pra pessoas que querem falar sobre suas experiências sexuais e não podem por conta das regras.

Avisos de conteúdo e filtros não são soluções absolutas, porque tem assuntos difíceis de filtrar que podem causar gatilhos mesmo mencionados brevemente, gente que não sabe usar avisos direito e fala tudo de forma vaga e pessoas que não se sentem à vontade usando avisos para certos conteúdos.

Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu
Aster :brilho2inavire2: :eld_e: refletiu

restaurantes 

@lucasology

@QueerNeko sugeriu o São Saruê, restaurante vegano, o Chiado, restaurante português/espanhol e o Consulado Gaúcho (mas xis é lanche I guess)

Mostrar mais antigos
Colorid.es

Uma instância com moderação ativa e foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!