Substituições que reduziriam a dor que sinto ao ler textos 

"es/as/os LGBTs" → as pessoas LGBTQIA(PN)+

"e/a/o trans" → a pessoa trans (ou a mulher trans/o homem trans caso seja sobre uma pessoa binária específica)

"es não-bináries/os não-binários" → as pessoas não-binárias
(aliás, não-binárie tem final de palavra flexível; se diz "aquelus que são não-bináries" ou similar por conta de linguagem neutra, mas de resto é "o símbolo não-binário", "a pessoa não-binária", "a bandeira não-binária", "o grupo não-binário", etc.)

"as siglas"/"as letrinhas" → as identidades, os termos, as comunidades, pode ser até os rótulos ou as letras desde que não seja em um sentido pejorativo.

Acompanhar

Substituições que reduziriam a dor que sinto ao ler textos 

Aliás, eu não acho necessariamente ruim falar sexualidade ou orientação sexual, mas eu realmente gostaria que quando pessoas falassem sobre heterodissidência, incluíssem de alguma forma orientações românticas, alternativas, queerplatônicas, etc.

Já vi gente demais falando ou deixando implícito que pessoas assexuais birromânticas não fazem parte da comunidade bi, que pessoas arromânticas assexuais panalternativas não seriam pan de verdade, que pessoas arromânticas heterossexuais não contam como pessoas que são marginalizadas por sua orientação, que só dá pra usar gay/lésbica como orientação sexual (invalidando quem só é gay/lésbica em outras orientações), etc.

· · Web · 0 · 4 · 3
Entre para participar dessa conversa
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais aqui!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!