Brilho destacado

Recursos sobre neolinguagem, linguagem neutra e linguagem pessoal 

Ao invés de manter postagens que não tenho como mexer, decidi colocar todos os links que tenho em relação a tais assuntos em singlelinks:

singlel.ink/u/neolinguagem
Este link contém informações sobre o que é neolinguagem, para que serve, quais são as palavras alternativas que existem para pares como pai/mãe e meu/minha, como criar palavras dentro da neolinguagem e afins.

singlel.ink/u/conjuntos
Este link contém informações sobre o sistema artigo/pronome/flexão. Isso inclui como utilizá-lo, exemplos de conjuntos, como demonstrar o próprio conjunto, motivos para sinalizar o próprio conjunto e afins.

singlel.ink/u/linguagemneutra
Este link contém informações sobre linguagem neutra (usando neolinguagem ou -/-/-), como quando e como utilizá-la. Estou apenas incluindo recursos que respeitam que outras pessoas podem querer usar outros conjuntos como linguagem neutra e/ou pessoal.

Mostrar conversa
Brilho destacado

Eu tenho um Padrim! (+ outras informações sobre doações) / toot longo 

Estou longe de estar em qualquer tipo de crise financeira, mas não ganho meu próprio dinheiro e acho que meu trabalho como alguém que ensina sobre identidades queer e mantém comunidades para pessoas queer ajuda mais gente do que se eu for fazer algo que só vai ajudar a mim e a pessoa que me contrata.

Também aprecio se alguém quiser ajudar por causa dos custos do servidor, ou porque algo que escrevi ou moderei/administrei te ajudou com tua identidade, etc.

De qualquer forma, quero ressaltar que ninguém precisa se sentir pressionade a me dar dinheiro nem nada, mesmo que :colorides:/:orientando:/os gráficos e temas que faço/etc. sejam super importantes pra você.

Enfim, aqui está meu Padrim:
padrim.com.br/aster/

Padrim é mais legal por conta das postagens exclusivas pra quem apoia, mas também é possível me mandar dinheiro por:

Liberapay - liberapay.com/asterisco

Ko-fi - ko-fi.com/asterisco

Brilho destacado

Introdução nova (toot longo) 

Sou Aster, administradore de colorid.es e do site orientando.org. Também ajudo com ajudanhincq.wordpress.com.

Adoro coisas sobre identidades /LGBTQIAPN+, e, por isso, sei bastante sobre rótulos relacionados a gêneros e orientações. Sinta-se livre para pedir ajuda com isso!

Eu fiz alguns bots de positividade (@Positividade e @PosiBot), sinta-se livre para seguir e para me dar ideias de outras identidades.

Também já fiz alguns temas para o Mastodon, e muitos emojis, especialmente de orgulho! Sinta-se livre para copiá-los para sua instância. Aqui estão alguns: :estrelaDemissexual2: :s2_xenogenero: :flor_gq: :s2pixArcoIris: :pixela_arofluxo: :QueerInvader: :eu: :eu_s2: :chimarrao:

Também tenho algumas coisas disponíveis em starrypride.neocities.org.

Brilho destacado

Algumas coisas sobre interação, toot longo :BoostNo: 

• Por favor, não leve para o lado pessoal se eu não aceitar que você me siga em outras contas.

Esta conta é um pouco mais pública por eu ser admin, então em geral não forço pessoas a parar de me seguir aqui, mas eu tenho muito a duvidar de suas intenções se eu não te conheço, o conteúdo de sua conta não tem nada a ver com o que eu posto em outras instâncias e/ou parece que você só está seguindo um monte de gente sem ligar pro conteúdo;

• Por favor, não leve para o lado pessoal se eu não seguir de volta.

Os motivos para isso frequentemente têm a ver com o que foi colocado acima e com o que está abaixo.

• Por favor, não leve para o lado pessoal se eu parar de te seguir.

Tem vezes que isso vai acontecer por você estar postando demais pro meu gosto.

Tem vezes que vai ser por conta de avisos de conteúdo não sendo utilizados em coisas que eu gostaria de ter uma preparação mental antes de ver.

Tem vezes que vai ser por conta de eu estar em um dia ruim e não querer ver postagens que me lembram de situações de chacota/bullying/maldenominação que já sofri.

Nenhuma dessas coisas significa que você deveria mudar o jeito que posta; só significa que não é pra mim, ou que eu tive o azar de não ser pra mim em algum momento.

Algumas vezes isso acontece por vocabulário e/ou retórica problemátique; eu já vi e experienciei muitas vezes onde conversar não deu certo, então não vou tentar mais a não ser que eu tenha bastante contato com a pessoa, e acho que parar de seguir é menos estressante para ambas as partes.

(A não ser que seja na minha instância, porque aí vamos ter que conversar/deletar a postagem/avisar/etc.)

Acho que todas as pessoas merecem ter espaço para crescer e aprender, e não apoio fazer um espetáculo em cima de alguma pessoa aleatória por conta disso. Então é até possível eu falar sobre isso sem referenciar a pessoa ou a postagem específica, para tentar fazer um grupo maior de pessoas entender que algo é errado e/ou me incomoda.

• Em qualquer um desses casos, eu não vou me ofender se você quiser me perguntar coisas ou interagir com minhas postagens.

aster! ★ refletiu

We were talking to some cis-by-default folks a fortnight ago and, far afterwards, figured out what we wanted to say:

Gender is opt-in, not opt-out.

It's opt-in, not opt-out. It does not matter what other people assign you, past or present. It does not matter whether you mind their assignments or not. It does not matter what your preferred appearances signify in their eyes. Gender is opt-in, not opt-out, so if you don't want to have a 'gender:' line in your identity, don't write it in.

- 🎒

aster! ★ refletiu

Curiosidade linguística [AR]:

Vivem me perguntando se no árabe existe letra maiúscula e minúscula e a resposta é: não.

Mas existe um sistema de escrita bem diferente do comum. As letras têm formas diferentes a depender de sua posição na frase: isolada, inicial, medial e final. Por exemplo...
ه
Essa "gotinha" é a letra na forma isolada. Quando é escrita no início da palavra, ela fica de outro jeito:
هـــــــــ
No meio:
ـــــهـــــ
E no fim:
ـــــــه

Aqui temos a mesma letra:
ه هــــهــــــه

aster! ★ refletiu

"NOSSA COMO VOCÊ É LIND-" *para de escrever* *salva tweet* *entra no perfil* *confere o conjunto de linguagem* *abre os rascunhos* "NOSSA COMO VOCÊ É LINDA"

aster! ★ refletiu

Acho que faz muito tempo que não faço isso, mas só queria "relembrar" que podem me fazer qualquer pergunta relacionada com diversidade, gênero, sexualidade, etc. Mesmo que pareça uma pergunta "boba" ou "ofensiva". Um dos meus objetivos em todas as minhas redes é espalhar informação. Algo me disse para escrever um tute sobre isso.

Então, já faz um tempo que comecei a fazer estes modelos, mas só terminei o que eu diria que é o conjunto básico recentemente:

sotao.amplifi.casa/s/JCTZtKXEN

São imagens 1000x1000 feitas a partir de bandeiras de orgulho pra colocar texto em cima, pra usar como fundo de texto de Instagram, ou pra dar impacto a frases simples pra enviar por chat ou em redes sociais.

Crédito apreciado, mas não é necessário.

aster! ★ refletiu
aster! ★ refletiu

Umbra-: Uma orientação que é como se fosse um quarto à noite. Tudo que está no quarto está borrado e em cores parecidas, sem haver nenhum destaque na escuridão. Dá pra perceber que há algo lá, mas é difícil de saber o que é. 

A atração de alguém umbra pode parecer obscurecida, coberta de sombras, difícil de descrever.

Isso pode significar tanto que alguém umbra não sabe se o que sente é atração ou não quanto que alguém umbra não sabe quais as condições sob as quais sua atração ocorre. Depende da pessoa.

aster! ★ refletiu

Inmo-: Alguém que sente atração por mais de um gênero, que não sente atração por todos os gêneros, e que não possui preferência alguma entre os gêneros pelos quais sente atração.

É um termo para pessoas que consideram gênero irrelevante para sua atração entre os gêneros pelos quais sentem atração, quando não são capazes de sentir atração por todos os gêneros.

aster! ★ refletiu

Xynthari/Xintári: Um gênero único que é derivado de androginia e xeninidade, mas que é distinto de androginia e xeninidade como estas são comumente experienciadas.

Qualidades de androginia descritas de forma xenina é algo fundamental à identidade xintári, mas este gênero é uma experiência separada.

aster! ★ refletiu

Alguém que trabalhe com UI e/ou UX ou que apenas entenda disso pode explicar pra mim como funciona?

aster! ★ refletiu

Gente, atenção aqui: uma amiga lançou essa ideia para votação que regulamenta outras opções de sexo além das binárias. Apoiem e divulguem, por favor! ✨🌈

www12.senado.leg.br/ecidadania

Por curiosidade: como vocês traduziriam gemder (gema + gênero)? Gêmero? Gêmaro?

aster! ★ refletiu

I'd like to explore Pixelfed a little bit and am interested in finding a server. Any recommendations?

boosts welcome. :)

aster! ★ refletiu

Estou torcendo pelo sucesso de pessoas LGBTQIAPN+ asiáticas!

aster! ★ refletiu

sobre minha definição de alossexualidade (1/2) 

Até aqui onde as discussões chegaram sobre sexualidade, temos um entendimento mais amplo sobre assexualidade. Atualmente, assexualidade é compreendida como um espectro. Pensando nisso que tem definições como "atração ausente, parcial, condicional ou circunstancial". Eu prefiro essa do que apenas "atração por nenhum gênero"; muito embora não acho que o fato de ser vaga interfira em algo, pois não implica que seja uma atração apenas ausente.

Mesmo com tudo isso, percebo que existe uma dificuldade estranha de se definir o que é a própria alossexualidade. Teoricamente, seria "o contrário" do espectro assexual. Mas como colocar isso numa definição?

Vejo direto a definição "pessoa que tem atração sexual". Bem, ao contrário da definição vaga de assexual, não acho que definir alossexual assim seja uma boa ideia, pois acaba implicando de alguma forma que qualquer presença de atração é uma alossexualidade, o que pode atingir assexuais (que são o grupo afetado pela mesma opressão que beneficia alossexuais), podendo contradizer a ideia do espectro e até sua validade (talvez até alimentando comportamentos nocivos como "assexual estrela dourada").

Tem também quem defina como "pessoa com atração sexual considerada normal". Sim, óbvio. Mas ainda assim eu me pergunto: o que exatamente é considerado normal? Como colocar isso em palavras mais específicas, assim como a definição de cis e hétero?

Dentro do que já estudei e do meu entendimento, acho que uma forma mais específica de definir alossexual seria: uma pessoa com atração sexual frequente e constante. Essa é uma definição mais resumida. Uma definição maior poderia ser: uma pessoa com atração sexual considerada frequente e constante de acordo com as expectativas sociais.

Por que digo "frequente e constante"? Frequente é a qualidade de algo que acontece muitas vezes. Constante é a qualidade de algo que se repete de forma contínua. E essas são as expectativas sociais de uma sexualidade "normal". A atração está presente na vida da pessoa de modo que ela ocorre em vários momentos e esses momentos se repetem muito. Não quer dizer que a pessoa sente a atração o tempo todo, por longas horas do dia, não quer dizer que a pessoa não pode ter momentos onde a atração não está tão presente, e não significa insinuar que alossexuais são "ninfomaníaques" (como se isso fosse um problema).

aster! ★ refletiu

aliás se vocês conhecem alguém daqui do Brasil que já participou do Outreachy pra mim trocar uma ideia por favor me apresentem?

:boostsPorFavor:

Mostrar conversa
aster! ★ refletiu

sobre transmisoginia 

Sinto uma falta enorme da palavra transmisoginia em postagens sobre mulheres trans, e eu acho bizarro que até grandes grupos trans de renome quase não usam essa palavra em suas postagens. Quando se fala de opressão contra pessoas trans ou de questões especificamente transfemininas, é mais comum encontrarmos "transfobia", às vezes cissexismo e cisnormatividade. Transmisoginia, quase nunca.

O que acho preocupante nisso é que eu aprendi com o tempo o poder das palavras, e o que a presença ou ausência de certas palavras reflete sobre o consciente e inconsciente das pessoas. Fico com muito receio de que a quase ausência da palavra transmisoginia esteja indicando o não reconhecimento de que mulheres trans também sofrem misoginia; que esteja indicando a mentalidade de elas "sofrem apenas cissexismo", "são discriminadas só por serem trans", e não por serem mulheres e mulheres trans.

Inclusive, é provável que seja retórica de feminismo radical transexcludente absorvida pelas pessoas trans, por mais que sejam ativistas ou tenham alguma politização. E todo mundo está sujeito a isso, em especial grupos mais antigos devido ao contexto de suas épocas e a falta de atualização de suas ideias. Como podem reproduzir transmedicalismo, é fácil também deixarem retórica de FREPT* passar, pois também cai em essencialismos de gênero.

Por isso meu apelo é: usem mais a palavra transmisoginia. Precisamos reconhecer, identificar e apontar mais esse fenômeno, essa intersecção de misoginia com cissexismo.

*FREPT: sigla para "Feminista Radical Excludente de Pessoas Trans".

aster! ★ refletiu

Xengênero: Alguém que experiencia um determinado gênero de forma similar a um xenogênero, ou de forma que inclui sensações/aspectos similares a de um xenogênero, ainda que o gênero em si não seja um xenogênero.

Este termo geralmente é usado trocando gênero pela identidade de gênero em si, como em xeneutre, xenmulher ou xenautonomique.

Não é usado quando se trata de xenogêneros, já que isso seria redundante.

aster! ★ refletiu

Pessoas não-binárias bi merecem tudo de bom!

Mostrar mais antigos
Colorid.es

Uma instância com foco em pessoas queer/LGBTQIAPN+ que falam português. Saiba mais em sobre.colorid.es!

Qualquer pessoa pode criar uma conta, independentemente de orientação, gênero, relação do gênero atribuído ao nascimento com identidade de gênero ou corporalidade. Só não se esqueça de ler nossas regras!

Hi there, English speakers! You can see information regarding this instance by clicking here!